Nutrição > Qual a importância da nutrição?

Seja por um estilo de vida saudável ou para eliminar peso, a preocupação com os alimentos é constante na rotina das pessoas. Por isso é importante saber comer e dar relevância ao que se come. Uma nutrição adequada pode prevenir doenças e tornar a vida mais saudável.

Os avanços na nutrição transformam a rotina do ato de comer em uma poderosa ferramenta para melhorar a qualidade de vida, analisando os nutrientes e como eles podem beneficiar o funcionamento do organismo de cada indivíduo. 
 
A rotina da vida moderna se encarrega de deixar o tempo para a alimentação mais curto, prejudicando a qualidade do que se ingere. Tal acontecimento leva não só ao aumento excessivo de peso, mas ao surgimento de doenças como hipertensão, diabetes e problemas vasculares. 
 
Uma alimentação balanceada pode diminuir o stress, melhorar o humor e facilitar o controle do peso. A nutrição em níveis corretos pode aprimorar os rendimentos físicos, potencializar o desenvolvimento de crianças e adolescentes e conservar a saúde. 
 
O termo nutrição caracteriza uma sequência de processos do organismo, que englobam a ingestão do alimento, sua digestão, a absorção dos nutrientes, o metabolismo e a excreção. Esses processos têm por objetivo produzir energia e manter as funções vitais do organismo. 
 
Os nutrientes são substâncias presentes nos alimentos, que fornecem energia para o funcionamento do corpo. Essas substâncias são responsáveis pela formação, conservação e crescimento de todos os tecidos do organismo, auxiliando também no bom funcionamento dos órgãos. Os nutrientes podem ainda ajudar em funções intestinais e na hidratação do corpo. Eles podem ser classificados como macronutrientes (carboidratos, proteínas e lipídeos) e micronutrientes (vitaminas e minerais). 
 
Cada fase da vida necessita de uma demanda energética e nutricional diferente. Na infância, quando ocorre a formação e o crescimento, uma alimentação balanceada é essencial para o organismo. Qualquer deficiência, por mínima que seja, pode afetar gravemente o desenvolvimento da criança. Ela deve receber desde cedo orientação para uma alimentação adequada e comer cereais, verduras, legumes, carnes, leguminosas e frutas. O consumo de guloseimas e alimentos de baixo valor nutricional não deve ser estimulado. 
 
Na adolescência não é diferente. Nesta etapa da vida, as necessidades nutricionais são grandes e por isso é muito importante manter uma alimentação equilibrada. Essa fase tem um fator agravante para a nutrição. Os adolescentes desejam ter corpos esbeltos e para conseguir alcançar a magreza muitas vezes fazem dietas absurdas, sem o acompanhamento de um profissional. Essa busca pelo corpo magro associada às deficiências causadas pela falta de nutrição adequada pode desenvolver severas patologias e transtornos alimentares como bulimia e anorexia.
 
 Já a etapa adulta é mais uma manutenção. Se a pessoa teve uma boa base alimentar, não terá problemas nesta fase. Agora, se ela traz um histórico de alimentação inadequada, a reeducação alimentar pode auxiliar na busca do organismo saudável.
 
Na fase idosa, a nutrição também pode auxiliar na proteção contra doenças e no tratamento de algumas patologias.  À medida que a pessoa envelhece, suas necessidades energéticas diminuem, mas a dependência de nutrientes aumenta. Assim, nesta etapa, valoriza-se a ingestão de alimentos com alto valor nutricional.
 
O importante é lembrar de que uma alimentação equilibrada é fundamental para o bom funcionamento do corpo. O acompanhamento de um profissional auxilia muito no desenvolvimento da educação alimentar de cada pessoa.  Nenhum alimento sozinho possui todos os nutrientes necessários para a manutenção da boa saúde, por isso é sempre bom o auxílio de um nutricionista, que poderá oferecer uma dieta individualizada, rica e variada.
Você necessita emagrecer?
Cadastre-se e receba informações!