Emagrecimento

Muito se ouve falar sobre como emagrecer, o que comer ou não, hábitos que devem ser adotados e alimentos que precisam ser incluídos ou excluídos da dieta. Alimentar esses mitos pode ser um perigo para o sucesso de sua dieta, por isso, saiba quais são eles.

1. Alcachofra – ainda não há evidências científicas que comprovem a eficácia da alcachofra no emagrecimento. Ela é bem-vinda na dieta por ser um alimento pouco calórico, mas lembre-se de não comê-la com molhos gordurosos. 
 
2. Gordura zero – todos os alimentos possuem gordura, inclusive alimentos grelhados. Para perder peso e emagrecer de maneira saudável, elimine as frituras de sua dieta e use, sem abusar, azeite de oliva ou óleo de canola ou girassol. Não esqueça de que o azeite não deve ir ao fogo e que o óleo não agrega sabor ao alimento. Sendo assim, passe longe dele e das frituras.
 
3. Pilates – a prática ainda não teve comprovação científica. Seu gasto calórico é baixo, não sendo a primeira indicada para quem procura emagrecer. 
 
4. Café – apesar de a cafeína ter efeito termogênico, que melhora o metabolismo, o excesso da substância pode causar ansiedade, levando você a comer um pouco mais. Para obter efeito, ainda que discreto, são necessárias cerca de quatro xícaras pequenas de café ao dia.
 
5. Comer à noite engorda – à noite, o metabolismo é de fato mais lento. Entretanto, o corpo não se importa com o horário que você come, mas com o que come durante o dia. Nesse período, dormir ganha preferência em relação aos exercícios, por isso, escolha alimentos de fácil digestão como sopas, sucos, saladas e frutas.
 
6. Produtos naturais – não é porque é natural que emagrece. É preciso tomar bastante cuidado com produtos naturais vendidos sem comprovação científica de funcionalidade ou de segurança para sua saúde.
 
7. Chá verde – sim, o chá verde acelera o metabolismo, mas, para conquistar esse efeito, você deverá ingerir um litro diariamente, sem açúcar ou adoçantes e em temperatura normal/morna. 
 
8. Cigarro – apesar de diminuir a vontade de beliscar, a nicotina faz mal à saúde. Uma pessoa não fumante não emagrecerá se começar a fumar. O fumo é uma das principais causas de vários problemas de saúde.
 
9. Comida integral – sim, alimentos integrais são saudáveis e possuem muitas fibras e vitaminas. No entanto, se consumidos sem moderação, eles também podem engordar.
 
10. Sauna – ir à sauna aumenta a transpiração e a perda de líquidos e não de gorduras, por isso, eles são naturalmente repostos no organismo.
 
11. Comer tudo o que quer e emagrecer – não há como emagrecer sem alterar hábitos prejudiciais, ou seja, é preciso diminuir ou eliminar bolachas e frituras, por exemplo, e substituir por alimentos mais saudáveis e menos calóricos.
 
12. Sopas – esse tipo de alimento pode ser bastante calórico se você optar por sopas industrializadas ou fazê-las com alimentos gordurosos. Além disso, quando não mastigamos, a sensação de saciedade tende a ser menor.
 
13. Drenagem linfática – a técnica não tem como objetivo eliminar gordura, portanto, não irá auxiliar a emagrecer. Algumas pessoas com retenção de líquidos, todavia, podem diminuir seu peso devido à remoção de toxinas no organismo.
 
14. Carne vermelha – todas as carnes possuem gordura saturada e colesterol, assim como proteína, ferro e zinco, importantes para a manutenção da saúde. Há modos de melhorar a qualidade da carne ingerida, como remover qualquer gordura antes de cozinhar e comer porções pequenas apenas algumas vezes na semana.
 
15. Cremes redutores de medidas – ainda não há cremes que mudem o metabolismo de qualquer forma. Portanto, o resultado deles é bastante discreto e difere (e muito) de emagrecer.
 
16. Suco de limão – o suco de limão pode auxiliar no emagrecimento apenas se consumido sem açúcar ou com adoçante, sendo usado como substituto de alguma outra bebida com maior quantidade de calorias. O suco de limão pode prejudicar o estômago se consumido puro e em quantidades excessivas.
 
17. Acupuntura – a técnica mostra eficiência e eficácia por, no máximo, três meses durante o processo de emagrecimento. A Sociedade Chinesa de Acupuntura afirma que não há comprovação de que a técnica seja indicada no tratamento de obesidade ou emagrecimento.
 
18. Cinta modeladora – as cintas modeladoras apenas disfarçam as medidas, não possuem qualquer relação com a queima de gorduras ou calorias.
 
19. Pular refeições ou jejuar – pular refeições para emagrecer pode ser uma prática perigosa, além de errada. O organismo tem a capacidade de se readaptar, estocando gordura para tolerar períodos sem alimentação. O jejum pode levar a perda de peso e de massa muscular e ser prejudicial à saúde.
 
20. Lipoaspiração – a cirurgia plástica de lipoaspiração remove apenas gordura localizada. Nenhuma cirurgia plástica tem como intuito tratar a obesidade ou substituir alguma técnica de emagrecimento.
 
21. Comidas light/diet – é preciso tomar cuidado e diferenciar bem os dois tipos de alimentos. A comida diet é indicada para quem tem problemas com açúcares, havendo a substituição pelo adoçante. Já nos alimentos light, o teor calórico é menor do que o do alimento comum. Entretanto, se consumido em grandes quantidades, não haverá qualquer diferença no processo emagrecedor.
 
22. Dietas da moda – normalmente, essas dietas são muito restritivas, podendo prejudicar a saúde e aumentar o risco do conhecido efeito sanfona. A alimentação deve ser baseada em equilíbrio e ter consequência no longo prazo.